finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Quem torce contra a Petrobras torce contra o País, diz ministro

Franklin Martins, da Secretaria de Comunicação Social, diz que estatal é uma empresa sólida e orgulho do Brasil

Leonencio Nossa e Tânia Monteir, de O Estado de S. Paulo,

28 de novembro de 2008 | 12h23

O ministro Franklin Martins, da Secretaria de Comunicação Social, disse que há uma "torcida" contra a Petrobras no atual momento de crise financeira. Ao comentar as suspeitas levantadas pela oposição de que a estatal recebeu um empréstimo ilegal de R$ 2 bilhões da Caixa Econômica Federal no dia 30, Franklin afirmou que a transação foi "normal" e semelhante a outras feitas ao longo deste ano. "Quem torce contra a Petrobrás torce contra o Brasil", disse. "A Petrobras é uma empresa sólida, séria, forte e orgulho do País."   Veja também: Empréstimo da Caixa à Petrobras preocupa, diz especialista Petrobras divulga comunicado sobre sua saúde financeira Governo minimiza socorro de R$ 2 bi da Caixa à Petrobras Senado ouvirá Meirelles e presidentes da Petrobras e Caixa De olho nos sintomas da crise econômica     Ele evitou, no entanto, atacar diretamente o senador Tarso Jereissati (PSDB-CE), que levantou a suspeita de que o financiamento desrespeitou regras de limites para concessão de crédito fixado pelo Conselho Monetário Nacional. Para Franklin, Jereissati não agiu de má fé. "Não. Isso foi uma preocupação normal do senador, que quer esclarecimentos. Assim que ele for esclarecido poderá rever sua posição".   Franklin Martins reclamou dos "discursos" sobre possíveis dificuldades enfrentadas pela Petrobras diante da crise financeira mundial. Ele disse que a estatal fez o empréstimo para pagar impostos por um problema circunstancial causado pela elevação do dólar. "A Petrobras tem uma geração de caixa extraordinária", afirmou. "É preciso mais pé no chão", disse, reclamando das avaliações de que a estatal terá dificuldades para novos investimentos.

Tudo o que sabemos sobre:
Franklin MartinsPetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.