Queniano desiste e colombiano deve assumir OIC

O conselho da Organização Internacional do Café (OIC) está reunido e vai oficializar a escolha do colombiano Nestor Osório para o cargo de diretor executivo da entidade. O outro candidato ao cargo, o queniano Simeon Onchere, desistiu da sua candidatura. Com isso não será necessária uma eleição entre os 63 membros da OIC. O conselho também vai aprovar o programa de qualidade que deverá ser implementado a partir de outubro. O Brasil vai procurar estabelecer conversações com o governo do Vietnã, para discutir o mercado internacional de café. Segundo o secretário de Produção e Comercialização do Ministério da Agricultura, Pedro de Camargo Neto, o novo embaixador do Brasil no Vietnã, Alcides Prates, vai manter contatos com autoridades e representantes do setor produtivo daquele país, que nos últimos anos se tornou o segundo maior produtor de café do mundo.Camargo Neto disse que um dos objetivos é fazer com que o Vietnã participe da próxima reunião da Associação dos Países Produtores do Café (APPC), em maio. Camargo Neto acredita que o Brasil, devido a sua longa experiência no mercado cafeeiro, tem condições de contribuir com as autoridades vietnamitas na elaboração da política para o setor.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.