FABIO MOTTA/ESTADÃO
FABIO MOTTA/ESTADÃO

Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

'Quero me firmar de novo na cidade'

ITATIAIA (RJ) - Além das vagas na linha de produção, a fábrica deve gerar diversos postos de trabalho nas empresas terceirizadas que fornecerão serviços. Uma chance para Héverton de Freitas Pereira, de 28 anos, que há cinco anos trabalha na área de vigilância. Ele já participou de duas entrevistas – na primeira, ficou no cadastro de reserva. “Deixei meu currículo aqui de novo. A expectativa é muito grande”, diz.

Idiana Tomazelli, O Estado de S. Paulo

28 de novembro de 2015 | 18h29

A conquista da segunda vaga a que se candidatou é a grande esperança de Pereira. “Quero me firmar de novo na cidade”. Natural de Itatiaia, ele vivia há alguns anos em Belo Horizonte (MG), mas largou o emprego e voltou em maio para ficar perto do filho pequeno. “Tenho sobrevivido de bicos, corto o cabelo de alguns amigos, pinto algumas coisas. Tenho de me virar.” 

Josiane Lemos da Silva, de 33 anos, saiu do município vizinho de Resende para buscar uma vaga na Jaguar Land Rover. Ela não passou na primeira fase de testes, mas promete não desistir. “No meu caso, só tenho curso de vigilante, mas se tiver oportunidade em outra área vou tentar. Não estou escolhendo não”, diz Josiane, desempregada há um ano.

Tudo o que sabemos sobre:
jaguar land roverfábricaitatiaia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.