Querosene de aviação ficará 1,2% mais caro

O Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA) informou nesta sexta-feira que a Petrobrás reajustará o preço do querosene de aviação (QAV) em 1,2% no próximo dia 16. Por meio de comunicado, o sindicato informa que o combustível dos aviões acumula alta de 26% no ano. O QAV chega a responder por 50% dos custos das empresas aéreas os seus reajustes são definidos a cada 15 dias pela estatal. Ainda de acordo com a nota, o preço do querosene é definido conforme valores observados no mercado internacional, "embora a empresa (Petrobras) importe apenas 15% do produto comercializado no País".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.