Querosene de aviação sobe e fica acima da inflação

A Petrobras confirmou o aumento de 5,5% no preço do combustível de aviação (QAV), a partir de segunda-feira. No acumulado do ano, o preço do QAV já acumula alta de 18%. O Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA) informou, em nota, que a o aumento foi bem superior à inflação do período, medida pelo Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M), que foi de 1,55%. Os reajustes do combustível são realizados a cada 15 dias. O último aumento, aplicado em 16 de abril, já tinha sido de 5,5%. De acordo com o sindicato, o combustível representa de 30% a 60% dos custos operacionais das transportadoras aéreas no Brasil, dependendo do perfil de cada empresa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.