finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Questão tarifária é prioridade para Eletropaulo

Segundo a vice-presidente financeira e de relações com investidores da Eletropaulo, Andrea Ruschmann, a revisão tarifária da empresa é uma questão prioritária, mas há pendências formais. Ela explicou que a companhia só poderá se posicionar sobre o assunto depois que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) submeter o processo à consulta pública. "Antes disso, não há o que fazer no âmbito legal", disse. "Não basta só a nota técnica distribuídas pela Aneel. Falta a consulta pública, que ainda não foi feita para nenhuma companhia." Questionada sobre a vinculação da questão tarifária ao fluxo de recebimentos que integrará os entendimentos entre a AES e o BNDES, a executiva disse que "não há qualquer resposta objetiva neste momento". Estrutura centralizadaO presidente da AES Eletropaulo, Eduardo Bernini, apresentou hoje o novo organograma da empresa. De forma geral, ele afirmou que a nova estrutura visa a dar tratamento mais adequado às questões internas, de forma "mais centralizada". A vice-presidente financeira e de relações com investidores da AES Eletropaulo, Andrea Ruschmann, completou dizendo que há uma forte preocupação em recuperar a imagem da companhia, ainda mais porque a satisfação dos consumidores é uma variável que integra o complexo cálculo para se balizar o reajuste tarifário.

Agencia Estado,

15 de setembro de 2003 | 13h59

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.