Qwest pode rever balanço de 2001

O novo presidente e executivo-chefe da companhia norte-americana de telecomunicações Qwest, Richard Notebaert, estuda divulgar novos resultados financeiros referentes a 2001, com a subtração de mais de US$ 1 bilhão em receita, afirmaram fontes.A quarta maior operadora de telefonia de longa distância dos Estados Unidos está sendo investigada pela Securities and Exchange Commission (SEC) órgão regulador do mercado de capitais norte-americano e pelo Departamento de Justiça daquele país. As entidades suspeitam de crime e fraudes contábeis.A diretoria da empresa ainda não tomou uma decisão a respeito da correção, segundo pessoas próximas à situação, mas analistas apostam que a Qwest fará uma nova divulgação e cortará as projeções para o ano de 2002. Um porta-voz da companhia se recusou a comentar o assunto.Em 2001, a Qwest registrou receita de US$ 19,7 bilhões e prejuízo de US$ 4 bilhões. Após a correção, o prejuízo deve crescer em US$ 800 milhões. A revisão dos números do ano passado pode renovar a imagem da Qwest junto aos investidores e será vista com bons olhos pela SEC. Mas é um passo arriscado que pode sair como um tiro pela culatra, caso mais problemas contábeis apareçam.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.