bolsa

E-Investidor: Itaúsa, Petrobras e Via Varejo são as ações queridinhas do brasileiro

Racionamento atrapalhou negociações salariais

O racionamento de energia, que começou em maio do ano passado, atrapalhou as negociações salariais de 2001, segundo pesquisa divulgada hoje pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Sócio-Economico (Dieese). Isso fica claro quando se comparam os reajustes acima do INPC do IBGE conseguidos pelas categorias. Na indústria, a responsável por 264 (52%) das 529 categorias pesquisadas, 73% dos sindicatos conseguiram, no mínimo igualar o INPC nas negociações do primeiro semestre. No segundo semestre, quando o racionamento estava em vigor, a proporção dos que conseguiram repor pelo menos o INPC caiu para 56%. No comércio, segundo o DIEESE, das 28 categorias que negociaram no primeiro semestre, 93% tiveram reajustes iguais ou superiores ao INPC. No segundo semestre, das 17 categorias que negociaram, 24% obtiveram a reposição do INPC.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.