Rádio Estadão recebe prêmio de jornalismo

Rádio Estadão recebe prêmio de jornalismo

Reportagem sobre peso da carga tributária no consumo e no empreendedorismo venceu na categoria multimídia

22 de agosto de 2013 | 11h00

SÃO PAULO - A Rádio Estadão recebeu o prêmio Fenacon de Jornalismo na categoria 'Jornalismo Multimídia'.

O prêmio é concedido pela Federação das Empresas de Serviços Contábeis e tem o apoio da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj). Na edição deste ano foram inscritos 139 trabalhos.

A reportagem premiada, do jornalista Wellington Carvalho, foi ao ar no dia 3 de junho e aborda o tema 'Impostos Versus Empreendedorismo Versus Consumidor'.

Ouça a reportagem premiada.

A reportagem explica como a carga tributária pode dificultar a trajetória dos empreendedores e mostra o peso dos impostos no bolso do consumidor brasileiro.

Dentre os trabalhos inscritos, foram selecionados cinco finalistas para cada uma das categorias do prêmio: Jornalismo Impresso e Jornalismo Multimídia.

As matérias foram analisadas pela Comissão Julgadora do prêmio em 26 de julho, na sede do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo.

Os trabalhos vencedores foram anunciados nesta quarta-feira, 21, durante a 15ª Conescap - Convenção Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas, em Gramado (RS).

Na categoria jornalismo impresso a vencedora foi a série "Pesadelo Fiscal", do jornalista Ricardo Mioto, publicada no jornal Folha de S. Paulo.

O prêmio principal foi entregue aos jornalistas João Moura Rocha Sobrinho e Gabriela Ramos Souza, do Caderno 'Negócios' do jornal Diário do Nordeste (CE), com o tema "Simplificar para enfrentar a informalidade", veiculado em junho de 2013. O prêmio foi de R$ 15 mil. Os trabalhos vencedores nas categorias Multimídia e Impresso receberam prêmios de R$ 5 mil cada um.

Tudo o que sabemos sobre:
Rádio Estadão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.