Rastreadores ajudam contra roubo de veículo

O risco de roubos e furtos de veículos está levando o motorista a buscar algumas saídas para não perder seu patrimônio. Os rastreadores de veículos estão se tornando cada vez mais comuns e, segundo a polícia, mostram eficiência na recuperação de carros e combate ao crimes. Porém, o preço dos equipamento é alto e o motorista paga uma mensalidade para manutenção do serviçoOs sistemas de rastreamento de veículos possuem as tecnologias GPS (Global Positioning System) ou DTOA (Differential Time of Arrival) que permitem localizar e bloquear o veículo até que a polícia ou o proprietário cheguem ao local. Os rastreadores possuem também botões de emergência que são instalados no carro e servem para ativar uma central de segurança da empresa. Profissionais de plantão podem localizar o veículo num mapa que aparece no monitor de seus computadores, enviar uma equipe de auxílio para o local e avisar a polícia. O vice presidente de operações da Sascar, Victor Solla, explica que a porcentagem de recuperação de veículos é de quase 100%. "Neste ano, de 498 roubos e furtos de veículos registrados, conseguimos recuperar 495 carros", afirma. Ele avisa que a empresa registrou também 22 casos de seqüestros e em todos a vítima foi salva e o veículo recuperado.O equipamento Sascar funciona via celular e tem cobertura em todo território nacional. Um ponto contra o aparelho é que ele não funciona em lugares onde não há antenas de celular. "Sem sinal de celular realmente o aparelho não funciona. Mas, 86% das cidades do país têm cobertura. Só não existe sinal em lugares afastados", destaca Victor Solla. O Sascar custa R$ 873,00 e a mensalidade é de R$ 68,30. De acordo com o vice presidente de operações da empresa, o aparelho é instalado em lugar não visível e estratégico do veículo. "Nós possuímos uma equipe que rastreia o veículo e, confirmado o furto ou roubo, bloqueia o carro. Em casos de seqüestro, o aparelho possui uma escuta e conseguimos ouvir tudo que se passa dentro do veículo", explica.IturanOutro sistema que está sendo utilizado é o Ituran. A empresa israelense possui uma tecnologia que rastreia, localiza e recupera veículos roubados ou furtados. Em caso de seqüestros, possui um botão chamado "pânico", que envia um sinal imediato à empresa. A comunicação entre o alarme instalado no veículo e a empresa é feita por radiofreqüência, através de antenas terrestres.O Ituran tem cobertura em 39 municípios da região metropolitana de SP, em Campinas e no litoral paulista. O índice de recuperação de veículos da empresa, segundo a Assessoria de Imprensa da Ituran, é de 97% . O aparelho custa R$ 1.099,00 e a mensalidade varia de R$ 29,00 a R$ 49,00 dependendo do veículo. Polícia confirma eficiênciaO delegado do Departamento de Investigações Criminais sobre o Crime Organizado (Deic) da Polícia Civil, Manoel Camassa, concorda que estes sistemas de rastreamento são eficiente na recuperação de veículo. Porém, ele chama atenção para o fato dos bloqueadores poderem provocar uma tragédia. "Se o ladrão perceber, por exemplo, que o motorista está acionando o botão de pânico, pode ter uma reação violenta e matar a vítima. A empresa deve prezar pela integridade física do motorista e não só patrimonial", explica.De acordo com o delegado, o índice de recuperação dos veículos realmente é alto. "Em alguns casos, é possível localizar desmanches e quadrilhas de roubo de carro", avisa. Manoel Camassa recomenda ao motorista nunca reagir em roubos de carro. "O motorista deve deixar o ladrão levar o carro, não reagir e não fazer movimentos bruscos. Atualmente, existem muito ladrões iniciantes que são despreparados e atiram por qualquer pequeno motivo", alerta.Confira no link abaixo que algumas seguradoras oferecem descontos no prêmio do seguro de veículos que possuem rastreadores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.