finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Rating da França está entre os mais altos, diz ministro

O ministro das Finanças da França, Pierre Moscovici, criticou nesta sexta-feira a decisão da Standard & Poor de cortar o rating de crédito da França. Moscovici disse que a decisão da agência de classificação de risco foi baseada em julgamentos "imprecisos".

AE, Agencia Estado

08 de novembro de 2013 | 06h58

Além disso, o ministro francês afirmou que mesmo com a redução, o rating da França continua entre os mais altos. Em um comunicado, Moscovici disse que lamenta críticas "imprecisas" feitas pela S&P na redução do rating de longo prazo da França em um nível de AA+ para AA.

O ministro rejeitou a análise da S&P de que o apoio às reformas fiscal, estrutural e política está enfraquecendo.

"Nunca antes um governo realizou tantas reformas em tão curto período de tempo e em um ambiente tão desafiador", afirmou Moscovici.

O ministro também disse que a dívida francesa "continua entre as mais seguras e mais líquidas dentro da zona euro". Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
FrançaratingS&P

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.