Ratinho fala com Palocci sobre fábrica de cerveja em Ribeirão

Uma hora antes da reunião do Conselho Monetário Nacional (CMN) que decidirá a meta de inflação para 2006, e minutos antes do Banco Central dos Estados Unidos anunciar o aumento dos juros, decisão que tem forte impacto na economia brasileira, o ministro da Fazenda, Antonio Palocci, abriu a agenda para receber o apresentador Carlos Massa, o Ratinho. Ele conversou com o ministro sobre a instalação de uma fábrica da cervejaria Colônia em Ribeirão Preto (SP), cidade onde o ministro foi prefeito duas vezes.Acompanhado do prefeito de Ribeirão Preto, Gilberto Maggioni (PT), Ratinho disse que já garantiu o terreno para a fábrica. Segundo ele, a conversa com Palocci foi rápida e não houve pedidos ao ministro. ?Ele (Palocci) não tem nada a dar. Por enquanto, ele está tomando?, brincou Ratinho, que elogiou a equipe econômica e o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. ?Tenho confiança na política econômica e o Lula vai o ser o melhor presidente do mundo?, afirmou.O apresentador disse que a fábrica de Ribeirão Preto vai distribuir a cerveja, também produzida na região Sul, para o resto do País. ?Queremos aproveitar o marketing que Ribeirão Preto tem de ter um boa água para cerveja?, disse. O investimento será de R$ 90 milhões, mas o apresentador não revelou o nome dos sócios. A expectativa é que a fábrica comece a produzir a partir de fevereiro do próximo ano. A cerveja vai se chamar ?Ribeirão?. Bem-humorado, Ratinho disse que o ministro o convidou para tomar o primeiro copo da cerveja Ribeirão. O apresentador, que já gravou uma participação do presidente Lula no seu programa, disse que está aberto também para receber o ministro no SBT.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.