Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Rato, do FMI, diz que aperto na liquidez está melhorando

Segundo diretor-gerente do Fundo, situação nos mercados de crédito está voltando ao normal

Douglas Busvine, da Reuters,

25 de setembro de 2007 | 10h55

A crise de liquidez nos mercados financeiros está melhorando e a situação nos mercados de crédito está voltando ao normal, disse nesta terça-feira, 25, o diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Rodrigo de Rato.  "Temos que reconhecer que o desenvolvimento dos últimos dias está nos levando rumo à normalização", falou Rato em entrevista coletiva em Moscou. "Os mercados de crédito estão melhorando", acrescentou.  Rato afirmou, no entanto, que a atual turbulência nos mercados financeiros é "séria" e vai levar algum tempo para ser resolvida.  "Os acontecimentos nos mercados financeiros ainda estão sendo desenrolados e levará alguns meses até que a extensão das perdas de bancos e investidores se tornem claras", disse Rato.  "Nesse contexto de turbulência e de falta de confiança, nós saudamos as medidas dos bancos centrais para maximizar a liquidez", complementou.  Rato disse que o impacto econômico da crise de liquidez na economia mundial ainda é incerto. "Ele provavelmente será sentido melhor em 2008 e provavelmente o país mais afetado será os Estados Unidos."  Segundo ele, a crise de crédito ocorreu ante um cenário de força na economia mundial e nos balanços das companhias e instituições financeiras. "Ainda que a crise seja séria, eu acho que o impacto na economia mundial será modesto", declarou.  Rato, falando em Moscou após encontro com o ministro das Finanças Alexei Kudrin, pediu à Rússia, segunda maior exportadora de petróleo do mundo, que flexibilize a taxa de câmbio e aperte a política fiscal.

Tudo o que sabemos sobre:
FMIAversão ao risco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.