Rato vai atuar como conselheiro do Santander

O ex-diretor-gerente do FMI, Rodrigo deRato, vai se unir ao espanhol Santander como conselheiro, porum salário de 200 mil euros anuais, segundo informou o banconesta sexta-feira. O cargo é o novo compromisso corporativo de Rato,ex-ministro da Economia da Espanha, que se juntará ao bancoLazard em fevereiro, depois de deixar a diretoria do FMI em 31de outubro. Desde que anunciou sua saída no FMI, em junho do anopassado, a mídia tem especulado se ele voltaria à Espanha paraliderar o conservador Partido Popular. Rato, no entanto, temdito que não tem intenção de retornar à política.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.