Raymundo Magliano, da Bovespa, assume a presidência da FIAB

O presidente da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), Raymundo Magliano Filho, foi eleito hoje o novo presidente da Federação Ibero-Americana de Bolsas (FIAB), para o biênio 2005-07. O novo vice, também eleito hoje, é Patrício Peña, atual presidente da Bolsa de Valores de Quito (Equador). Magliano comanda desde janeiro de 2001 a Bovespa, a maior bolsa de valores da América Latina. A FIAB reúne as bolsas de 13 países latino-americanos e também de Portugal e Espanha. A eleição, por aclamação, marcou o encerramento da XXXII Assembléia Geral da FIAB, ocorrida de 4 a 6 de setembro, em Costa do Sauípe, na Bahia. A principal missão de Magliano será a de dar continuidade ao processo de integração dos mercados financeiros e de capitais da América Latina, iniciado na gestão anterior da FIAB, quando era presidida por Guillermo Prieto (presidente da Bolsa Mexicana de Valores) e tinha como vice-presidente Gilberto Mifano (superintendente geral da Bovespa). O ponto de partida é a implementação do projeto piloto entre as bolsas brasileira e mexicana, prevista para o início de 2006.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.