Reajuste da Telesp Celular à vista

A Telesp Celular Participações anunciou ontem um aumento de tarifas em seu Plano Básico que entrará em vigor partir de 1º de novembro. O aumento nas tarifas teve a aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). No entanto, a empresa ainda não definiu qual será o porcentual acrescentado na conta dos consumidores, que deverá ser divulgado até o final da semana.De acordo com apuração de Nívea Vargas, o teto estipulado pelo órgão é de 5% sobre o valor do Plano Básico - habilitação mais assinatura, ligação local, interurbano dentro do Estado, interurbano fora do Estado, adicional fora do Estado por chamada, adicional dentro do Estado por minuto, adicional fora do estado por minuto. Os outros planos de serviços da companhia não sofrerão mudanças de custos. Para defender o reajuste nas tarifas Abílio Ançã Henriques, presidente da companhia, disparou: "O reajuste no plano básico atinge somente 5%, quando a inflação do período se situou em torno de 12%." A afirmação foi feita em comunicado distribuído pela Bovespa.De acordo com a assessoria, as novas tarifas ainda não foram definidas, porém a Telesp Celular apresentou uma projeção para as novos preços de acordo com o aumento de até 5% sobre o valor do Plano Básico permitido pela Anatel. Dos itens estão excluídos o valor dos impostos (PIS, Cofins e ICMS) que corresponde a 28,65%. Tarifa atuais (*) (R$)Tarifas novas poderão ser de até (*) (R$)Assinatura30,181130,1811Ligação local (por minuto)0,29970,3321Interurbano dentro do Estado (por minuto)0,64220,7135Interurbano fora do Estado (por minuto) 0,71350,8120Adicional fora do Estado (por chamada)/Plano noturno 0,60650,6700Adicional dentro do Estado (por minuto) 0,32110,3567Adicional fora do Estado (por minuto) 0,35680,4059(*) Valores líquidos de impostos e contribuições sociais

Agencia Estado,

24 de outubro de 2000 | 12h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.