coluna

Dan Kawa: Separar o ruído do sinal é a única forma de investir corretamente daqui para a frente

Reajuste de gás para distribuidoras será de 9%, diz Petrobras

Segundo diretora da estatal, porém, valorização do real diminuirá impacto do aumento para o consumidor

Kelly Lima, da Agência Estado,

03 de outubro de 2007 | 16h13

A nova diretora de Gás e Energia da Petrobras, Maria das Graças Foster, disse nesta quarta-feira, 3, que o reajuste do gás boliviano deve ser de 9% em média para as distribuidoras, já considerando o transporte do combustível. De acordo com a diretora, esta média deverá ser repassada "cheia" a todas as distribuidoras que recebem o gás importado da Bolívia. A diretora não quis estimar qual o porcentual que chegará ao consumidor final, mas disse acreditar que a desvalorização do dólar frente ao real "minimiza o impacto" desse reajuste. O presidente da YPFB havia dito na última segunda-feira, em entrevista à imprensa boliviana, que o reajuste seria de 7,9%.

Tudo o que sabemos sobre:
Gás da BolíviaPetrobras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.