finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Reajuste de pedágio na Dutra eleva custo de transportadoras

O reajuste de 18,37% nas tarifas de pedágios na rodovia Presidente Dutra, que liga São Paulo ao Rio de Janeiro, que entrou em vigor hoje, vai elevar os custos das transportadoras de cargas de 2,31% a 2,82%, dependendo do número de eixos do veículo, segundo a Associação Nacional do Transporte de Cargas (ANTC).De acordo com a Associação, o reajuste calculado leva em consideração veículos de 3 a 7 eixos, que andam 10 mil quilômetros mensais por essa rodovia com cinco praças de pedágio. Em três desses postos de cobrança, a tarifa subiu de R$ 4,90 para R$ 5,80. Nos outros dois, a tarifa passa de R$ 2,20 e de R$ 2,40 para R$ 2,60 e R$ 2,80, respectivamente.De acordo com a ANTC, o custo por eixo, para uma viagem de cerca de 400 quilômetros, subiu de R$ 19,30 para R$ 22,80, o que eleva os desembolsos mensais, em média, para R$ 570 por eixo. Assim, o custo do pedágio sobre o valor de transferência de carga elevou-se de 15,08% para 18,36%. Nas rodovias paulistas, por exemplo, o custo do pedágio na transferência de carga fica entre 22,42% e 31,3%.Para a Associação, a diferença entre a rodovia federal e as estaduais ocorre por causa dos aumentos aplicados pelas concessionárias paulistas em julho passado, que chegaram a 23,64%. Em janeiro de 2004, deve ocorrer novo reajuste nas rodovias paulistas que pode chegar a 6,37%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.