Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90
Real está entre as moedas emergentes mais vulneráveis à alta dos juros nos EUA

Real está entre as moedas emergentes mais vulneráveis à alta dos juros nos EUA

Para estrategista do banco Société Générale, as expectativas de elevação dos juros básicos pelo Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) compõem o cenário para pressionar moedas emergentes com maior retorno, como o real e o peso mexicano

O Estado de S. Paulo

10 de março de 2015 | 09h15

As expectativas de elevação dos juros básicos nos EUA pelo Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) e as preocupações com a Grécia, que ainda precisa de ajuda financeira de seus parceiros da zona do euro, formaram o cenário perfeito para pressionar as moedas emergentes com maior retorno, afirmou Bernd Berg, estrategista do banco Société Générale.

Segundo Berg, entre essas moedas as mais vulneráveis são o real brasileiro e o peso mexicano, que são mais sensíveis a uma mudança na política monetária do Fed, e aquelas dependentes de fluxos de entrada de capital de curto prazo, como a lira turca e o rand sul-africano.

Às 8h40 (de Brasília), o dólar subia para 15,56 pesos mexicanos, de 15,48 pesos no fim da tarde desta segunda-feira. A moeda norte-americana também avançava para 2,64 liras turcas e para 12,25 rands sul-africanos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
dólar

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.