Rebelo diz que negociação pode mudar nova tributação

O ministro da Coordenação Política, Aldo Rebelo, admitiu hoje que as negociações no Congresso podem modificar a Medida Provisória 232, apontada por vários setores da sociedade como responsável por aumento da carga tributária.Com a observação de que todas as propostas do Executivo sempre são negociadas no Legislativo, Rebelo declarou: "As chances de se alterar (a MP) são as chances da negociação produzida no Legislativo. Tudo o que foi aprovado no Parlamento sempre foi alvo de uma ampla negociação, como, por exemplo, o projeto das Parcerias Público-Privadas (PPPs)."Rebelo reconheceu que os parlamentares estão insatisfeitos principalmente com o tratamento que recebem dos ministros. "A insatisfação é com os ministros, e isso (a relação) precisa de um aperfeiçoamento", disse.Ele preferiu não comentar o compromisso assumido por Severino Cavalcanti de promover aumento do salário dos parlamentares. "Não me cabe opinar sobre assuntos que são do interesse dos deputados", disse o ministro. Segundo ele, as prioridades do governo na Câmara são a aprovação do projeto das agências reguladoras e do projeto da Lei de Biossegurança e da segunda etapa das emendas da reforma tributária e da reforma da Previdência.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.