Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

'Recauchutagem' na pista antes da tentativa de licitação

Semanas antes de o governo lançar o edital para concessão de parte da BR-262, o trecho da rodovia localizada no Espírito Santo passou por uma recauchutagem geral. O asfalto novo deixou a pista em ótimo estado. "Fizeram isso pouco antes do lançamento do edital. Acho que foi para tentar atrair as empresas", contou um policial rodoviário, com a ressalva de que "não adiantou", já que nenhum investidor se interessou. O recapeamento ainda não terminou e partes da rodovia estão sem a cobertura de asfalto, enquanto em outros trechos equipes ainda fazem a pintura da sinalização.

VIANA (ES), O Estado de S.Paulo

22 de setembro de 2013 | 02h18

De acordo com o Dnit, porém, os trabalhos não têm relação com a licitação e integram Contratos de Restauração e Manutenção (Crema). Segundo o órgão, a obra no trecho capixaba, com custo de R$ 53 milhões, está prevista para terminar em março de 2014, sendo que o Crema tem validade até novembro.

"Isso garante que, mesmo quando as obras de duplicação tiverem iniciado, a pista antiga terá boas condições, com serviços de manutenção garantidos." O Dnit afirmou que o trecho mineiro tem o mesmo tipo de contrato, mas os trabalhos já foram realizados. Em Minas, o recapeamento foi realizado no ano passado, com custo - não confirmado pelo Dnit - de cerca de R$ 28 milhões. / M.P.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.