Receio com bancos e petrolíferas derruba bolsas européias

A preocupação com as perspectivas dosetor bancário pesou sobre as ações européias nestaterça-feira, ainda que a forte queda do petróleo e arecuperação de setores vistos como mais seguros como ofarmacêutico tenham ajudado a limitar as perdas. De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300recuou 1,37 por cento, para 1.162 pontos. O petróleo caía abaixo de 136 dólares por barril,acompanhando a alta do dólar e o menor receio com um furacão noAtlântico. A baixa da commodity ajudou alguns setores masderrubou as ações das petrolíferas Eni, Total e BP . O setor bancário teev o segundo pior desempenho do mercado.O Credit Suisse caiu 3,2 por cento, o Barclays perdeu 1,1 porcento e o Royal Bank of Scotland teve desvalorização de cercade 3 por cento. Em LONDRES, o índice Financial Times fechou em baixa de1,31 por cento, a 5.440 pontos. Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 1,43 por cento, para 6.304pontos. Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,54 por cento, para 4.275pontos. Em MILÃO, o índice Mibtel encerrou em baixa de 2,03 porcento, a 21.883 pontos. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou desvalorização de 1,56por cento, para 11.794 pontos. Em LISBOA, o índice PSI20 teve oscilação negativa de 0,09por cento, para 8.689 pontos. (Reportagem de Amanda Cooper)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.