Receita: 33 milhões de CPFs cancelados

A Receita Federal cancelou, de 1º de agosto deste ano até hoje, 33,33 milhões de Cadastros da Pessoa Física (CPFs) dos 120 milhões de documentos existentes no País. O supervisor nacional do Programa do Imposto de Renda, Luiz Carlos Rocha de Oliveira, disse que cerca de 6 milhões de pessoas regularizaram sua situação na Receita e, por isso, conseguiram evitar o cancelamento de seus CPFs. Os contribuintes com rendimento mensal de até R$ 900 que quiserem manter seu CPF em situação regular têm prazo até 30 de novembro para fazer a declaração de isento. Esta declaração pode ser feita via Internet (veja o link abaixo), pelo fone 0300-780300, nas casas lotéricas ou nas agências dos Correios. Depois deste prazo, essas pessoas somente poderão regularizar sua situação do CPF nas agências do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal e dos Correios, devendo pagar R$ 4,50 pelo serviço. O CPF é requisito para abrir conta em banco, fazer crediário, tirar passaporte, inscrever-se em partido político, tirar título de eleitor etc. Luiz Carlos Oliveira estima que, em 2000, aproximadamente 50 milhões de pessoas deverão fazer declaração de isento. No ano passado, 42 milhões o fizeram. Caso o contribuinte isento não apresente a declaração relativa a este ano e, se seu CPF já estiver pendente (quando não fez nenhuma declaração - de isento ou de IR durante dois anos), ele será automaticamente cancelado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.