finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Receita anuncia suspensão de 6,490 milhões de CPFs

A Secretaria da Receita Federal anunciou hoje a suspensão de 6,490 milhões de números de CPFs de contribuintes que não entregaram ao Fisco a declaração de isentos, nos últimos dois anos, ou deixaram de entregar a declaração anual de ajuste do Imposto de Renda. Segundo o supervisor nacional do Programa de Imposto de Renda das Pessoas Físicas, Joaquim Adyr, esse número foi inferior aos CPFs suspensos no ano passado que somaram 7,8 milhões. "Foi um número adequado", definiu Adyr.Os contribuintes que estiverem nessa situação, segundo o técnico da Receita, ainda poderão regularizar a seu cadastro comparecendo às agências do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal ou Correios para reativar o seu número de CPF. O custo é de R$ 4,50.Quem não estiver com o CPF regular fica impedido de abrir contas bancárias, tomar financiamentos, constituir sociedades empresariais ou participar de concursos públicos. Joaquim Adyr informou ainda que a Receita Federal não envia comunicados aos contribuintes que tiverem com o CPFs suspensos e aqueles que quiserem conferir suas situação cadastral podem acessar a página na internet do órgão federal (www.receita.fazenda.gov.br).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.