Coluna

Thiago de Aragão: China traça 6 estratégias para pós-covid que afetam EUA e Brasil

Receita apreende mercadorias no valor de R$ 36 mi no Porto do Rio

A Receita Federal realizou apreensões de mercadorias no valor de R$ 36 milhões de janeiro a setembro deste ano no Porto do Rio. O valor é recorde no porto, 44% acima de todo o montante do ano passado, de R$ 25 milhões. A maior parte das operações envolviam subfaturamento no processo de importação e uso de "laranjas" na operação.O balanço foi feito nesta terça-feira pelo inspetor substituto da alfândega, Fernando Fragoas, depois da apresentação de uma carga de cerveja apreendida no porto. Segundo Fragoas, alguns dos principais itens apreendidos este ano foram produtos químicos, aparelhos eletrônicos e carros, dentre outros.Ele também explica que foi freqüente a utilização de um nome falso para ocultar o real importador das mercadorias apreendida. De forma geral, comentou, os produtos também entram com preços abaixo do que valem na realidade, o que também reduz o pagamento de impostos.Nesta terça, a Receita apresentou o carregamento de seis toneladas de cervejas belgas que entraram no País subfaturadas e com o uso de "laranja" na nota fiscal. Nas caixas do produto, apareciam as marcas Orval, Westmalle e St. Feuillien.Fragoas explicou que normas legais proíbem a divulgação das empresas sob investigação. Sabe-se, contudo, que a importação não foi realizada por indústrias do setor, mas teria sido efetuada por uma empresa comercial.

Agencia Estado,

17 de outubro de 2006 | 19h39

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.