Receita apreende R$ 34,3 milhões em brinquedos importados

O projeto "Brinquedos" apreendeu em 2006, R$ 34,3 milhões de produtos importados irregularmente, um aumento de quase 33% em relação a 2005. De acordo com a Receita Federal, o crescimento no valor das apreensões do ano passado se comparado a 2004 atingiu 114,7%.A Receita começou com as operações no segundo semestre de 2005, quando a Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos (Abrinq) instaurou 546 processos de irregularidades nas importações contra 98 empresas.O projeto focou nas ações voltadas ao combate às irregularidades nas importações dos produtos. A Receita impediu o subfaturamento das empresas, ou seja, a emissão de faturas com preços abaixo do cobrado. O objetivo desse movimento é o pagamento reduzido dos impostos.A Receita Federal avaliou ainda que, de 2004 para cá, essas operações evitaram que o mercado informal fosse abastecido com mais de 30 milhões de unidades de brinquedos. Isso resultou no aumento no preço do quilo desses produtos que passou de US$ 3,40 para US$ 7,40 em janeiro deste ano.A Abrinq aponta ainda que o ritmo de demissões no setor nos últimos anos foi reduzido devido à apreensão de brinquedos contrabandeados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.