Receita arrecada R$ 17,3 bilhões em junho

A arrecadação de impostos e contribuições federais em preços correntes em junho atingiu R$ 17,348 bilhões, com um crescimento de 9,6% sobre os R$ 15,821 bilhões da arrecadação do mesmo mês do ano passado. No semestre, a arrecadação somou R$ 112,715 bilhões, com crescimento nominal de 19,46% em relação aos R$ 94,350 bilhões no mesmo período de 2001. Em termos reais, no entanto, com a correção dos valores pelo IGP-DI, a arrecadação de junho ficou praticamente igual à do mesmo período do ano passado, com queda de 0,05%. Já na arrecadação do semestre, o crescimento em relação ao mesmo período de 2001 foi de 9,2%. As duas principais razões que levaram a arrecadação de junho ficar no mesmo patamar do ano passado, em termos reais, foi o acordo com os Fundos de Pensão, para pagamento de tributos atrasados, e a arrecadação da Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico (Cide) sobre Combustíveis, segundo a Secretaria da Receita Federal. O acordo com os Fundos gerou R$ 1,017 bilhão no mês, enquanto a Cide gerou outros R$ 568,6 milhões. Um dos fatores negativos para a arrecadação, na mesma comparação, foi a queda de arrecadação do imposto de importação (-33,45%) e do IPI vinculado às importações (-19,11). Segundo o secretário-adjunto da Receita, Ricardo Pinheiro, a queda foi provocada pela redução de 33,04% no valor das importações tributadas e pela diminuição média de 14,23% nas alíquotas aplicadas. O aumento de 14,23% na taxa de câmbio registrada no mês foi insuficiente para compensar as reduções geradas pelos fatores anteriores. Pinheiro apontou ainda a queda de 23,2% na arrecadação com o IPI automóveis, em conseqüência de uma queda de 19,9% nas vendas, e uma diminuição de 40,33% no Imposto de Renda Retido na fonte sobre Rendimentos de Capital. Esta queda foi gerada pela mudança de regulamentação das carteiras de fundos de renda fixa. Segundo Pinheiro, a queda neste item deverá ser revertida quando os investidores voltarem a suas aplicações originais.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.