finanças

E-Investidor: "Você não pode ser refém do seu salário, emprego ou empresa", diz Carol Paiffer

Receita: arrecadação de outubro soma R$ 68,839 bi

A arrecadação de impostos e contribuições federais somou em outubro R$ 68,839 bilhões. Em termos reais (descontado a inflação), o valor foi 33,24% maior do que o verificado em setembro e 0,9% maior do que o verificado em outubro de 2008. Com a alta do mês passado, a arrecadação federal interrompeu uma sequência de 11 meses de queda. As receitas administradas pela Receita Federal somaram R$ 65,028 bilhões em outubro, com alta real de 29,04% ante setembro e expansão de 3,20% ante outubro de 2008.

FABIO GRANER E RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

23 de novembro de 2009 | 11h00

As demais receitas totalizaram R$ 3,811 bilhões, com alta real de 199,91% ante setembro e queda real de 26,89% ante outubro de 2008. A alta na arrecadação de outubro, segundo a Receita, "decorreu basicamente em função de transferências de depósitos judiciais em conformidade com a MP 468/09 e portaria NF 510/09 (R$ 5 bilhões) e pagamento de parcelamentos de acordo com a Lei 11.941/09 (R$ 776 milhões)".

No acumulado de 2009 até outubro, a arrecadação federal somou R$ 552,475 bilhões, com uma queda real de 6,83% em relação ao período de janeiro a outubro de 2008. As receitas administradas somaram R$ 534,968 bilhões no período, com queda real de 5,88% ante os 10 primeiros meses do ano passado. As demais receitas somaram no ano até o mês passado R$ 17,507 bilhões, com queda real de 28,85% ante igual período de 2008.

Depósitos judiciais

A Receita Federal informou que, se não fossem a transferência de depósitos judiciais no valor de R$ 5 bilhões e o pagamento de parcelamento de débitos do Refis da crise de R$ 776 milhões, a arrecadação das receitas administradas no mês de outubro, ao invés de um crescimento real de 3,20% em relação a outubro de 2008, teria registrado uma queda de 5,96% no período. Mesmo assim, a Receita destaca que a queda seria inferior à média dos decréscimos mensais observados no período de janeiro a setembro deste ano.

A queda real de 5,88% de janeiro a outubro em relação ao mesmo período do ano passado nas receitas administradas é a menor em 2009 para períodos acumulados. De janeiro a setembro, a queda foi de 7% em relação a janeiro a setembro de 2008.

Tudo o que sabemos sobre:
Receitaarrecadação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.