Receita: arrecadação tem extra de R$ 1 bi de PIS/Cofins

A secretária adjunta da Receita Federal, Zayda Manatta, informou hoje que a arrecadação de impostos em agosto foi reforçada por um depósito judicial de PIS e Cofins de uma única empresa, no valor de R$ 1 bilhão. Zayda disse ainda que a arrecadação de R$ 1,85 bilhão do Refis da Crise (Lei 11.941) foi puxada pela antecipação de parcelas por empresas inscritas no programa. "A interferência do pagamento da pessoa física (na arrecadação) é bem reduzida", disse.

RENATA VERÍSSIMO E ADRIANA FERNANDES, Agencia Estado

22 de setembro de 2011 | 12h08

O Refis da Crise tem reforçado a arrecadação desde junho, quando as maiores empresas concluíram o processo de parcelamento com o Fisco. No ano, estas receitas já somam R$ 14,187 bilhões, segundo os dados da Receita Federal.

A secretária afirmou que a curva de crescimento da arrecadação acumulado no ano é decrescente e deve fechar 2011 com alta entre 11% e 11,5% em relação a 2010. Até agosto, o aumento da arrecadação de tributos federal é de 13,26% ante janeiro a agosto de 2010.

Segundo ela, este porcentual foi elevado em função das arrecadações excepcionais que ocorreram em junho e julho. Além do Refis da Crise, um recolhimento atípico de CSLL pela Vale de R$ 5,8 bilhões ajudou a elevar o resultado das receitas. "A gente não imagina que terá receita deste montante até o fim do ano. Se acontecer, a gente vai ficar contente", afirmou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.