Receita com exportação de carne recua 9,4%

A receita com as exportações de carne bovina in natura recuou 9,4% em fevereiro na comparação com janeiro. A queda é resultado do embargo imposto pelas autoridades européias ao produto brasileiro a partir de 1º de fevereiro, informou ontem o Ministério da Agricultura.As vendas do produto renderam US$ 254,3 milhões no mês passado, ante US$ 280,5 milhões em janeiro. A quantidade exportada caiu 33,7%, para 3,6 mil toneladas. Os preços médios de venda da carne bovina in natura, entretanto, continuaram subindo no mercado internacional. Em fevereiro, a alta foi de 36,8% e as cotações chegaram a US$ 8,1 mil por tonelada. Com o fechamento do mercado da União Européia, o principal destino da carne bovina in natura brasileira, no mês passado, foi a Rússia. Sozinho, o país importou US$ 74,4 milhões. Outros países também aumentaram as importações de carne bovina in natura do Brasil na comparação com janeiro. As vendas para Hong Kong renderam US$ 21,8 milhões, 405% mais do que em janeiro. Os embarques para os Emirados Árabes cresceram 202%, de US$ 2,9 milhões para US$ 8,8 milhões. A Venezuela gastou 170% a mais com as compras, que subiram de US$ 8,1 milhões em janeiro para US$ 22,1 milhões em fevereiro. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.