Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Receita de pequenas empresas cresce 1,6% em abril

O faturamento real (descontado a inflação) das micro e pequenas empresas (MPEs) paulistas apresentou crescimento de 1,6% em abril sobre o mesmo mês de 2007. Segundo pesquisa realizada pelo Sebrae-SP em parceria com a Fundação Seade, a receita total das empresas paulistas chegou a R$ 21,1 bilhões, o que representa um valor R$ 334 milhões a mais que em abril do ano passado, com um faturamento médio de R$ 15,9 mil por empresa. A pesquisa consultou 2,7 mil MPEs da indústria, comércio e serviços no Estado de São Paulo.O comércio continua sendo responsável pelo desempenho positivo. O aumento de faturamento para o setor apresentou alta de 2,8% sobre abril do ano passado, encerrando o 11º mês consecutivo de aumento na mesma base de comparação. O segmento de serviços registrou alta de 1,7%, e a indústria, queda de 1,4% nas receitas.Já na comparação com março, a receita das MPEs paulistas apresentou queda de 0,8% em abril, influenciada pela forte baixa na receita das MPEs do interior, de 7,8%. De acordo com o economista do Observatório das Micro e Pequenas Empresas do Sebrae-SP, Pedro João Gonçalves, o mau desempenho ante mês anterior se deve a elevada base de comparação. "Março de 2008 foi o melhor mês de março para as MPEs do interior desde 2002", explica. As demais regiões apresentaram alta no faturamento, com destaque para a Região Metropolitana de São Paulo (5,8%), seguida da capital paulista (4,2%) e do Grande ABC (1,5%).RendimentoO rendimento real dos empregados teve aumento de 4,1% em abril em relação ao mesmo mês do ano passado. Já o índice médio de pessoal ocupado por empresa, apresentou queda de 4,3% sobre o mesmo mês do ano passado. Segundo Gonçalves, a diminuição foi puxada pelo setor de serviços: "É cada vez maior o número de empresas de serviços, muitas vezes empresas de uma pessoa só, o que tende a reduzir o número médio de pessoal ocupado por empresa". Na comparação com março, a queda foi de 0,4% na média por empresa no Estado de São Paulo.

ANA LUÍSA WESTPHALEN, Agencia Estado

11 de junho de 2008 | 15h55

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.