Receita de R$ 201 milhões do Inpi é recorde em 2007

A receita do Inpi (Instituto Nacional da Propriedade Industrial) cresceu 25,94% em 2007 sobre 2006, para R$ 201,12 milhões, superando pela primeira vez a marca dos R$ 200 milhões. O resultado, segundo comunicado do Inpi, ficou 9,92% acima da meta estabelecida pelo Orçamento da União e foi impulsionado pelo aumento da produtividade da indústria brasileira. O Inpi é vinculado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, responsável por registros de marcas e concessão de patentes, assim como contratos de transferência de tecnologia e de franquia empresarial.O comunicado destaca o êxito da reestruturação da Diretoria de Marcas. Em 2007, a área arrecadou R$ 119,6 milhões (quase 60% do total), superando em 51,2% a marca do ano anterior. É que com o aumento no número de examinadores (40 para 110), os serviços ganharam eficiência e rapidez, indo ao encontro da principal reivindicação do setor privado em relação ao Inpi. As marcas concedidas saltaram de 32.658 em 2006 para 128.540 no ano passado.Os números de 2007 revelaram uma tendência homogênea ao longo do ano. Em todos os bimestres houve crescimento em relação aos mesmos períodos de 2006. Pelos resultados recentes, a tendência é que esta situação se repita em 2008.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.