Receita do governo com dividendos deve crescer R$ 2,5 bi

Para compensar a queda de quase R$ 12 bilhões na estimativa de arrecadação com tributos administrados pela Receita Federal, o governo federal elevou a expectativa de outras receitas, principalmente dividendos e royalties de petróleo e gás. A receita com dividendos deve ficar R$ 2,5 bilhões acima do estimado há dois meses, de acordo com a revisão bimestral do Orçamento de 2012 divulgada nesta quinta-feira pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão.

EDUARDO CUCOLO, Agencia Estado

20 de setembro de 2012 | 16h53

Com isso, a previsão já está R$ 9,2 bilhões acima do estimado no decreto de reprogramação orçamentária divulgado no início do ano. A previsão de arrecadação com royalties cresceu R$ 3 bilhões no bimestre e R$ 6,7 bilhões em relação a fevereiro. Segundo o ministério, o aumento nas projeções se deve à combinação de "câmbio e preço do barril no mercado internacional".

O governo conta ainda com mais R$ 2,0 bilhões de outras receitas que estão acima do previsto anteriormente nos dados até julho. Entre elas, taxa de utilização do Sistema Integrado de Comércio Exterior (Siscomex) (+ R$ 329,2 milhões) e Receita de Distribuição de Conteúdos Audiovisuais por Prestadores de Serviço de Acesso Condicionado (+ R$ 604,8 milhões).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.