Receita do UBS com renda fixa no 1o tri fica perto de US$2,3 bi

O banco suíço UBS afirmou nesta terça-feira que a receita do primeiro trimestre de sua reestruturada divisão de renda fixa ficou perto de 2,3 bilhões de dólares após a área ter sofrido enormes perdas que fizeram a instituição ficar próxima do colapso.

REUTERS

30 de março de 2010 | 14h10

A divisão de renda fixa sofreu prejuízo de 547 milhões de francos suíços (516 milhões de dólares) em 2009 depois de acumular perda de 31,9 bilhões de francos em 2008, o que levou o governo suíço a organizar um pacote de ajuda ao banco.

O presidente-executivo do UBS, Oswald Gruebel, definiu como meta anual receitas de 8 bilhões de francos para a unidade, algo que alguns analistas consideraram como excessivamente ambicioso. Mas uma receita de 2 bilhões de dólares no primeiro trimestre pode indicar um passo significativo para o cumprimento da meta, afirmou o analista Andreas Venditti, do ZKB.

"A estimativa mais recente para a unidade que eu tinha visto era de cerca de 1 bilhão, então 2 bilhões será algo muito acima das estimativas", disse o analista. "Provaria que Gruebel estava certo."

As ações do UBS fecharam em alta de 2,95 por cento nesta terça-feira, na melhor performance do dia no índice do setor bancário Stoxx Europe 600.

O banco contratou cerca de 350 pessoas para a unidade de renda fixa, que inclui mercados emergentes e operações de câmbio, nos últimos 12 meses.

(Por Sakthi Prasad em Bangalore e Sven Egenter em Zurique)

Tudo o que sabemos sobre:
BANCOSUBSRECEITA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.