Receita faz operação contra quadrilha do Rio que frauda declarações do IR

Escritório, que prometia aos interessados restituições elevadas e a exclusão da malha fina, teria enviado quase 7 mil declarações fraudadas desde 2009

Priscila Trindade, do estadao.com.br,

28 de abril de 2011 | 13h55

A Receita Federal do Rio de Janeiro realiza nesta quinta-feira, 28, a "Operação Triplo S", com o objetivo de desarticular uma quadrilha que frauda declarações do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) para obter restituições indevidas.

As investigações, que duraram cerca de seis meses, identificaram indícios de irregularidades em um escritório de contabilidade, localizado na praça central de Duque de Caxias, que fraudava declarações.

O escritório prometia aos interessados restituições elevadas ou a exclusão de contribuintes da "malha fina". Os fraudadores informavam na declaração de seus clientes valores forjados com despesas dedutíveis que não ocorreram, obtendo assim, valores indevidos de restituições.

Os cinco funcionários do escritório são investigados pelo crime de formação de quadrilha. Conforme a Receita, a quadrilha enviou quase 7 mil declarações desde 2009. Somente nesta quarta-feira, 26, o escritório teria enviado 111 IRPF.

Os contribuintes serão fiscalizados e podem ser obrigados a pagar os valores recebidos indevidamente com juros e multa de até 225% do valor devido. Eles ainda poderão responder criminalmente pelas fraudes. A ação é feita em conjunto com a Polícia Federal e com o Ministério Público Federal.

 
Tudo o que sabemos sobre:
Imposto de RendaReceita Federal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.