Receita faz operação especial em Santos até fim do ano

A Alfândega da Receita Federal começou esta semana a Operação Luneta na Baixada Santista para combater todas as formas possíveis de entrada e saída fraudulenta de mercadorias no País. A operação deve se estender até o final do ano. A primeira etapa da operação aconteceu na noite de segunda-feira e reteve R$ 1,3 milhão em cargas. Cem homens participaram da ação, entre fiscais, analistas e policiais militares rodoviários.Foi realizado o monitoramento das cargas que seguiam pela rodovia dos Imigrantes, em direção à Grande São Paulo, e também que circulavam na zona primária e adjacências do Porto de Santos. A Operação Luneta vistoriou 174 veículos e detectou fraudes como carga sem documentação ou com falsa declaração de conteúdo. Foram apreendidas seis toneladas de produtos químicos, 17.700 jaquetas e 60 toneladas de tecidos.Segundo o Inspetor-Chefe da Alfândega da Receita Federal em Santos, José Guilherme Antunes de Vasconcelos, essa foi a segunda grande operação em estradas em menos de 20 dias na região. "A primeira, a mega ''''Operação Minuano'''', feita na rodovia Regis Bitencourt, em Cajati, e na zona primária do Porto de Santos contou com a colaboração de helicóptero da Receita Federal e resultou em mais de R$ 3 milhões em retenções", explicou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.