Divulgação
Divulgação

Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Receita faz operação no ES para coibir sonegação de impostos

Operação Esculápios de Ouro atinge terceirização de serviços médicos; estimativa é de sonegação de R$ 65 milhões em impostos e contribuições federais

Rachel Gamarski, O Estado de S. Paulo

30 de junho de 2015 | 15h13

BRASÍLIA - A Receita Federal deflagrou na manhã desta terça-feira, 30, a operação Esculápios de Ouro com o objetivo de coibir o planejamento tributário abusivo, a sonegação de impostos e contribuições federais de terceirização de serviços médicos que atuam no Espírito Santo (ES). A estimativa é de sonegação de R$ 65 milhões em impostos e contribuições federais. 

O órgão conta com 30 auditores fiscais na operação que, em sua primeira etapa, cumpre diligências em nove grandes hospitais privados do Espírito Santo. A segunda etapa também começou hoje e estão sendo instaurados dez procedimentos de fiscalização nas empresas prestadoras de serviços médicos terceirizados. Após essas etapas, a Receita deverá abrir ações fiscais junto às pessoas físicas e jurídicas vinculadas. 

A área de inteligência da Receita Federal constatou a omissão de remuneração dos médicos empregados na prestação dos serviços ou sua declaração em não conformidade com a realidade e, consequentemente, com a sonegação de impostos de pessoas físicas e jurídicas envolvidas no caso. O órgão identificou também que as empresas de terceirização dominam a oferta de serviços em determinadas áreas, obtendo o controle de opção de trabalho para médicos que desejam atuar no Espírito Santo. 

O nome da operação foi escolhido por que Esculápio era o Deus grego da medicina e da cura na mitologia greco-romana.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.