Receita garante que viabilizará mudança na tabela de IR para 2005

A Receita Federal vai viabilizar as mudanças no Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) para 2005. Foi o que garantiu hoje o secretário da Receita Federal, Jorge Rachid. Segundo ele, há decisão política de fazer alterações no IR. "Se é para viabilizar, cabe à Receita viabilizar", afirmou o secretário.Rachid destacou que não há definição ainda de quais as propostas de mudanças que serão encaminhadas ao Congresso Nacional e o qual o custo que poderá ser suportado pelo Orçamento de 2005 para a sua implantação. Essa definição será tomada pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o ministro da Fazenda, Antonio Palocci. "Temos inúmeras maneiras de fazer as mudanças", afirmou Rachid.Ele deixou claro, no entanto, que é desfavorável a uma correção integral da tabela pela inflação ocorrida no governo Lula. "Isso dá 17%", disse ele ao ser questionado sobre essa possibilidade, o que levaria a uma perda de arrecadação entre R$ 1,5 bilhão e R$ 2 bilhões.Ontem, Palocci havia assegurado que há disposição do governo de dialogar com o Congresso Nacional, ainda este ano, para discutir uma proposta de mudanças na tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física. As mudanças entrariam em vigor em 2005. "Não há nenhuma dificuldade para isso", afirmou o ministro.AlternativasO secretário informou que uma das possibilidades em estudo é criar um sistema de crédito para as deduções do IRPF. Desse forma, o valor das deduções seria não mais abatido na base de cálculo do IRPF, mas usado como crédito do imposto devido.Outra possibilidade em estudo é a manutenção em 2005 do bônus de R$ 100,00 concedido esse ano, a partir de agosto e até o 13º salário. Também não está descartada a fixação de uma alíquota maior de 35% para os contribuintes que ganham mais. "Mexer na turma de cima para pagar a redução da turma de baixo. Essa é uma possibilidade", afirmou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.