Receita inaugura central de vigilância no Porto de Santos

A Receita Federal inaugurou hoje, no Porto de Santos, a primeira central de operação de vigilância do País, sistema que será implantado em todos os portos e aeroportos brasileiros até o final do ano. Integrando as imagens geradas por 300 câmeras instaladas nos terminais, a Receita pretende monitorar durante 24 horas todos os passos que são dados no maior porto da America Latina, evitando fuga, roubo e desvio de cargas, principalmente de produtos piratas.O Coordenador Especial de Vigilância e Repressão da Receita, Mauro de Brito, aproveitou para anunciar investimentos de R$ 600 milhões para o Plano Nacional de Segurança Aduaneira nos próximos dois anos. Desde 2005, quando o plano foi lançado, as aduanas já receberam investimentos de R$ 400 milhões.A verba se destina a melhoria da estrutura, compra de equipamentos, programas especiais de cruzamento de dados e criação de grupos de interdição das alfândegas. "O crescimento do comércio exterior tem sido uma constante. Temos que pensar no incremento de tecnologia que nos dê a eficiência necessária ao bom atendimento do comércio internacional", revela Brito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.