Receita: IPOs geram arrecadação adicional de R$ 5,2 bi

A abertura de capital de empresas brasileiras no ano passado ajudou a impulsionar a arrecadação federal e foi destacada hoje na divulgação dos números pela Receita Federal. Em 2007, somente em três meses (agosto, novembro e dezembro) em que ocorreram as maiores estréias (IPOs, do inglês oferta pública inicial), de Redecard, Bovespa e BM&F, a arrecadação do Imposto de Renda Pessoa Jurídica, da Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) e do Imposto de Renda Pessoa Física somou R$ 7,266 bilhões, ante R$ 2,019 bilhões em igual período de 2006. Ou seja, a arrecadação adicional de um ano para o outro foi de R$ 5,247 bilhões.A nota da Receita informa que o volume de captações via IPO na Bovespa foi de R$ 56 bilhões, contra R$ 15 bilhões em 2006, um crescimento de 273%. "Nesse contexto, a tributação sobre essas operações pelo ingresso de receitas, ou ganho de capital pela valorização das ações foi um dos fatores importantes para crescimento da arrecadação tanto na forma direta, no momento da abertura de capital, como indireta, pela ampliação das atividades, com a conseqüente geração de receitas e postos de trabalho", diz nota da Receita.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.