Receita: IPOs geram arrecadação extra de R$ 3,6 bi

O coordenador-geral de previsão e análise da Receita Federal, Raimundo Elói de Carvalho, afirmou hoje que os processos de abertura de capital (IPO, oferta inicial de ações, na sigla em inglês) de empresas realizados neste ano no Brasil geraram um arrecadação extra de R$ 3,6 bilhões para a Receita Federal neste ano no Imposto de Renda da Pessoa Jurídica (IRPJ) e na Contribuição Social sobre o Lucro Líquido (CSLL).Segundo ele, os destaques foram os meses de maio, agosto e novembro, este último marcado pelo impacto da abertura de capital da Bovespa. Somente em novembro, o IRPJ e a CSLL tiveram uma arrecadação extra por causa da operação da Bovespa de R$ 1,349 bilhão.Considerando também o impacto dos IPOs no Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) sobre ganho de capital e depósito judicial e também sobre o IRPF e IRPJ incidente sobre ganho líquido em Bolsa, Elói calcula que os IPOs geraram aos cofres públicos mais de R$ 4,5 bilhões. Somente em novembro, todos estes itens geraram uma arrecadação de R4 1,969 bilhão por conta da abertura de capital da Bovespa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.