Receita libera consulta ao 2º lote de restituição do IR na terça

Consulta pode ser feita pela internet ou pelo telefone; dinheiro estará disponível para saque no próximo dia 15

Agência Brasil ,

07 de julho de 2008 | 10h30

A consulta ao segundo lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2008 (ano-base 2007) estará liberada na próxima terça-feira, 8, às 8 horas. Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte pode acessar o site da Receita ou ligar para 146, basta informar o número do CPF (Cadastro de Pessoa Física). No segundo lote foram liberadas 958.614 restituições, no total de R$ 1,2 bilhão. O lote inclui todos os contribuintes amparados pelo Estatuto do Idoso que não apresentaram pendências nas respectivas declarações e não constaram do primeiro lote. Os pagamentos aos demais contribuintes foram priorizados de acordo com a data da entrega da declaração. O dinheiro estará disponível para saque no dia 15 e terá correção total de 2,84%, correspondentes à taxa Selic de maio a junho e 1% de julho. Esse valor não sofrerá mais qualquer acréscimo, independentemente da data em que o contribuinte receba a sua restituição. Quem não informou o número da conta para crédito da restituição deverá procurar uma agência do Banco do Brasil, ou ligar para qualquer agência do BB ou para o "BB responde 4004-0001 nas capitais ou 0800-729-0001 nas demais localidades" (ligação gratuita) e pedir a transferência do dinheiro para qualquer banco em que tenha conta corrente ou poupança. A consulta ao extrato de processamento da declaração poderá ser feita na internet. Caso o contribuinte não concorde com o valor da restituição, poderá receber a importância disponível no banco e reclamar a diferença na unidade local da Receita. A restituição ficará disponível no banco por um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la mediante o Formulário Eletrônico (Pedido de Pagamento de Restituição), disponível na internet.

Mais conteúdo sobre:
ReceitaImposto de Renda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.