Receita libera consulta ao 2º lote do IR na sexta

A partir das 8 horas desta sexta-feira, a Receita Federal abrirá a consulta ao 2º lote de restituições do Imposto de Renda da Pessoa Física 2006 (ano-base 2005). Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deve acessar a página da Receita ou ligar para o 0300-78-0300, informando o número do Cadastro da Pessoa Física (CPF).Neste lote foram liberadas 717.806 declarações, das quais 547.539 com direito à restituição, no valor aproximado de R$ 600 milhões. Outras 51.193 tiveram imposto a pagar, no total de R$ 59 milhões. A Receita apurou ainda que 119.074 das declarações não terão nem imposto a pagar nem a restituir.O dinheiro, cujo saque poderá ser feito a partir do dia 17, terá correção de 3,46%, referentes à taxa básica de juros (Selic, atualmente em 15,25% ao ano) acumulada de maio a junho e 1% deste mês. A Receita lembra que o valor disponível no banco não terá qualquer outro acréscimo, independentemente da data em que for sacado.Quem não informou o número da conta para crédito da restituição poderá procurar uma agência do Banco do Brasil ou ligar gratuitamente para 4004-0001 (nas capitais) ou 0800-729-0001 (nas demais cidades) e pedir a transferência dos recursos para qualquer banco em que seja correntista.Extrato de processamento A consulta ao extrato de processamento das declarações poderá ser feita também pela internet. Para ter acesso a essas informações, no entanto, o contribuinte deve informar, além do CPF, o número do recibo de entrega da última declaração, original ou retificadora, se for o caso. A Receita reiterou que não se deve falar em malha antes de dezembro, quando é pago o último lote de restituições do calendário normal. A partir de janeiro de cada ano, são liberados os chamados lotes residuais - estes sim relativos a declarações que ficaram retidas para análise minuciosa. O dinheiro da restituição fica disponível no banco por um ano. Depois desse prazo, o resgate só pode ser feito mediante o Formulário Eletrônico (Pedido de Pagamento de Restituição), disponível na internet.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.