Receita libera da malha fina 424 declarações de 2004

Valores estarão disponíveis para saque na rede bancária a partir de 22 de junho e terão correção de 70,48%

RENATA VERÍSSIMO, Agencia Estado

12 de junho de 2009 | 11h54

Os contribuintes que estavam com declarações retidas na malha fina da Receita Federal podem consultar desde as 9 horas desta sexta-feira, 12, o lote residual do Imposto de Renda Pessoa Física 2004, ano-calendário de 2003. A consulta pode ser feita no site da Receita Federal, ou pelo telefone 146.

 

Neste lote, foi liberada a situação fiscal de 424 contribuintes, dos quais 269 com imposto a pagar - totalizando R$ 507,2 mil -, e 147 com direito à restituição de IR, num valor total de R$ 334,5 mil. Oito contribuintes não tiveram imposto a pagar nem a receber.

Segundo a Receita, os valores das restituições estarão disponíveis para saque na rede bancária a partir de 22 de junho e terão correção de 70,48%, correspondente à variação, no período, da taxa básica de juros (Selic). Caso o valor não seja creditado na conta bancária, o contribuinte deve procurar qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento pelo telefone 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (deficientes auditivos), para agendar o crédito em conta corrente ou poupança.

 

Já na terça-feira, 16, a consulta ao lote residual do IRPF 2005, ano-calendário de 2004, também será liberada. Deixarão a malha fina 30.347 contribuintes. Desse total, 19.367 tiveram imposto a pagar, totalizando R$ 57,2 milhões. Terão direito à restituição 7.229 contribuintes, que receberão um montante total de R$ 12,9 milhões. Outros 3.751 contribuintes não tiveram imposto a pagar nem a restituir.

 

O valor estará disponível para saque na rede bancária a partir de 23 de junho de 2009 e terá correção de 54,71% correspondente à variação da taxa Selic.

 

Atualizado às 16h40 para acréscimo de informações.

Tudo o que sabemos sobre:
Receitamalha finaIRPF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.