Receita recebeu 24,8 milhões de declarações até as 20h

Quem perdeu o prazo ou não retificou tem que esperar até quarta-feira, 2, para acertar as contas

Renata Veríssimo, da Agência Estado,

30 de abril de 2012 | 21h52

O contribuinte que perder o prazo de entrega da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) 2012, ano-base 2011, ou caiu na malha fina terá que esperar até quarta-feira (02) para prestar contas com o Leão ou para retificar os dados apresentados. O prazo para entrega da declaração será encerrado às 23h59 de hoje.

A Receita informou que 24,831 milhões de declarações foram enviadas até as 20 horas desta segunda-feira. A expectativa do governo era receber 25 milhões, mas a secretária adjunta da Receita, Zayda Manatta, disse há pouco que o número será superado. Pelo fluxo parcial, ela estimou que cerca de 25,4 milhões de documentos serão entregues dentro do prazo.

Aqueles que perderam o prazo e não entregarem a declaração até o final do dia de hoje pagarão multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do valor do imposto devido. O Darf (documento para pagamento) com a multa pode ser gerado no portal da Receita (www.receita.fazenda.gov.br) a partir de amanhã.

Quem ficou na malha fina deve conseguir o extrato que aponta os erros na prestação de contas no site da Receita com o código de acesso e solicitar o documento no Centro Virtual de Atendimento ao Contribuinte. Depois de detectar o erro, o contribuinte deve preencher e enviar a chamada "declaração retificadora" para sair da malha.

Todos os contribuintes que tiveram rendimentos tributáveis superiores a R$ 23.499,15 em 2011 são obrigados a entregarem a declaração. A dedução no IR por dependente foi fixada em até R$ 1.889,64 enquanto o limite de abatimento com gastos com educação é de R$ 2.958,23. Para os contribuintes que optarem pela declaração de IR simplificada, o desconto é de 20% limitado a R$ 13.916,36. Os valores dos rendimentos isentos da entrega da declaração e dos abatimentos no Imposto de Renda foram reajustados em 4,5% em relação ao ano passado.

Os contribuintes com restituição do Imposto de Renda passarão a receber o dinheiro a partir de junho, quando sai o primeiro lote. As pessoas com mais de 60 anos têm preferência na devolução. Serão sete lotes de restituição de IR, um por mês, até dezembro.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.