Ações

Empresas de Eike disparam na bolsa após fim de recuperação judicial da OSX

Receita vai investigar 5,2 mil milionários, diz Cartaxo

A Receita Federal já selecionou o nome de 5,2 mil milionários que serão investigados pela delegacia especial dos maiores contribuintes pessoas físicas. Instalada em Belo Horizonte, a nova delegacia será inaugurada até o fim do ano e vai fazer um pente-fino dos rendimentos declarados por esses contribuintes e o patrimônio efetivo.

ADRIANA FERNANDES, Agencia Estado

16 de dezembro de 2010 | 13h27

O secretário da Receita, Otacílio Cartaxo, informou que os auditores já têm em mãos dossiês preliminares desses contribuintes para iniciar a fiscalização. Os critérios de seleção das pessoas físicas que serão fiscalizadas não serão informados por razões de sigilo da Receita, disse o secretário. "Os valores são reservados (para a definição da seleção). Temos que tomar precaução", disse Cartaxo.

Segundo ele, trata-se de "grandes capitalistas", contribuintes com patrimônio elevado, que fazem aplicações de peso no mercado financeiro e com participação societária em empresas. É comum contribuintes com alto patrimônio declararem pouco rendimento no Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF). O secretário informou que a Receita fez um treinamento especial dos fiscais que vão trabalhar na nova delegacia, com expertise no cruzamento eletrônico de dados. Eles vão buscar indícios de omissão de receitas e de patrimônio.

A Receita já inaugurou este ano duas outras delegacias especiais voltadas para a fiscalização de grandes empresas, uma no Rio de Janeiro e outra em São Paulo. Com a de Belo Horizonte para a pessoa física, o secretário disse que a Receita terá coberto o chamado "triângulo da riqueza" do País.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.