Recessão acabou, mas economia dos EUA ainda está frágil--Dudley

A economia norte-americana ainda enfrenta vários riscos que reforçam o compromisso do Federal Reserve de manter o juro baixo por um período prolongado, disse nesta segunda-feira um importante funcionário do Fed.

REUTERS

07 de dezembro de 2009 | 21h22

"A recessão parece ter terminado, mas a economia ainda está frágil e a taxa de desemprego está muito alta", afirmou William Dudley, presidente do Fed de Nova York, segundo declarações preparadas para um pronunciamento na Universidade de Columbia.

"Essas circunstâncias sustentam o compromisso do Fed de manter as taxas de curto prazo excepcionalmente baixas por um período prolongado", acrescentou.

As declarações de Dudley refletem o que o chairman do Fed, Ben Bernanke, disse mais cedo nesta segunda-feira. Bernanke sugeriu que não há pressa para reverter a política monetária expansionista.

O presidente do Fed de Nova York é um dos principais membros do comitê do Fed que fixa a taxa de juro e tem voto permanente.

Dudley disse que a economia norte-americana ainda enfrenta vários obstáculos gerados pela ressaca da crise financeira.

(Reportagem de Kristina Cooke)

Tudo o que sabemos sobre:
MACROFEDDUDLEY*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.