Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Recessão da economia japonesa pode continuar em 2009

Ministro da Economia diz ser difícil 'encontrar fatores para reverter' a queda do PIB

Efe,

18 de novembro de 2008 | 04h02

O ministro da Economia do Japão, Kaoru Yosano, afirmou nesta terça-feira, 18, que a contração na segunda maior economia do mundo pode continuar durante o atual ano fiscal e em 2009, informou a agência local Kyodo. Veja tambémBolsas asiáticas abrem pregão em quedaDe olho nos sintomas da crise econômica  Lições de 29Como o mundo reage à crise  Dicionário da crise  O governo japonês anunciou na segunda-feira que a economia do Japão entrou em recessão após uma contração entre julho e setembro de 0,4% em termos reais, a segunda redução trimestral consecutiva depois dos 3% entre abril e junho. Yosano declarou que a economia japonesa estava "em uma fase de recessão" e que por enquanto permanecerá assim, dadas as perspectivas de arrefecimento da economia global. Nesta terça-feira, o ministro da Economia voltou a comentar o assunto, e disse que "é difícil encontrar fatores que possam contribuir para reverter (o PIB) em direção a um território positivo". Yosano admitiu que não acredita que a economia japonesa possa ter um crescimento positivo nos anos fiscais de 2008 e 2009. "As previsões econômicas deverão ser a base para a compilação orçamentária e devemos enfrentar essa realidade", apontou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.