Renda extra

Fabrizio Gueratto: 8 maneiras de ganhar até R$ 4 mil por mês

Recuperação ainda tem longo caminho pela frente, alerta Bernanke

Presidente do banco central dos Estados Unidos ressalta que desemprego continua elevado e que é 'muito cedo para declarar vitória'

Andréia Lago, da Agência Estado,

27 de março de 2012 | 17h53

A economia americana ainda não está no caminho de uma recuperação total, disse o presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, em entrevista à rede de TV americana ABC, concedida hoje. "Ainda é, de longe, muito cedo para declararmos vitória", disse Bernanke, de acordo com trechos da entrevista a ser transmitida na programação da ABC no começo desta noite. 

O presidente do Fed reconheceu a melhora nos indicadores econômicos recentes, observando que novos empregos foram criados e que as medidas de sentimento do consumidor e dos empresários melhoraram. Ele ressalvou, entretanto, que o desemprego de longo prazo continua sendo um problema e que a taxa de desemprego atual, de 8,3%, ainda é muito elevada. Bernanke afirmou que poderá levar "mais alguns anos" até que a taxa de desemprego nos Estados Unidos chegue a um patamar mais normal.

"A menos que tenhamos um crescimento mais rápido do que o que estamos vendo, é provável que ainda leve mais um tempo", disse Bernanke. Na entrevista, Bernanke afirmou que "pode ser que não haja mais progressos na taxa de desemprego neste ano".

"Nós precisamos ser cautelosos e estar seguros que isso é sustentável", disse Bernanke. "Ainda não chegamos exatamente ao ponto em que podemos ser totalmente confiantes que estamos no caminho da recuperação completa", alertou.

Ele observou que o aumento recente nos preços do petróleo e dos combustíveis poderá fazer com que a inflação fique "um pouquinho mais elevada" nos próximos meses e isso poderá prejudicar os gastos com consumo. Ele não espera, contudo, que os preços da gasolina nos níveis atuais criem grandes dificuldades ao crescimento econômico. "Não acho que isso vá ser algo que possa paralisar a recuperação", afirmou.

Quando questionado se o banco central planejava uma terceira rodada de compra de bônus para impulsionar a economia, Bernanke respondeu que o Fed está preparado para responder "à medida que a economia evoluir" e que não descartou qualquer opção. "O Fed nunca forneceu "uma garantia sobre as taxas de juros", afirmou.

O presidente do Fed afirmou que as chances de um duplo mergulho da economia americana na recessão "são muito baixas", mas reconheceu que o Fed estava "um pouco otimista demais" no começo da recuperação. "O crescimento real da economia ainda é moderado", afirmou. "Se a economia parecer diferente, o Fed mudará de planos", concluiu. As informações são da Dow Jones. 

Tudo o que sabemos sobre:
BernankeEUAeconomia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.