Jim Young/Reuters
Jim Young/Reuters

Rede de armazéns cresce e soja e milho lideram estoques agrícolas no País

Capacidade instalada para estoque de produtos agrícolas aumentou 1,6% em um ano, informa o IBGE

Economia & Negócios

10 Dezembro 2014 | 10h04


Os maiores estoques agrícolas no País são os de soja em grão, milho em grão, arroz em casca, trigo em grão e café em grão.

Em um ano, a capacidade instalada para armazenamento de produtos agrícolas no Brasil cresceu 1,6% e alcançou 163,6 milhões de toneladas.

No número de estabelecimentos ativos, houve crescimento de 0,1%, para 9.192, sendo 4.145 deles na região Sul, 2.049 no Centro-Oeste, 1.985 no Sudeste, 712 no Nordeste e 301 na região Norte.

Os dados foram divulgados nesta quarta-feira, 10, na Pesquisa de Estoques realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os números foram registrados em 30 de junho.

O estoque agrícola total é de 41,6 milhões de toneladas. A soja em grão representa 49,8% do armazenamento, com 20,7 milhões de toneladas.

Milho em grão, com 10,3 milhões de toneladas, equivale a 24,8% do estoque. Arroz em casca representa 11,5% do armazenamento agrícola brasileiro (4,8 milhões de toneladas). Trigo em grão tem 3 milhões de toneladas em estoque (7,2% do total) e o café em grão, com 1,1 milhões de toneladas, representa 2,6% do armazenado.

Em relação a junho de 2013, houve crescimento nos estoques de soja em grão (0,6%), milho em grão (20,3%), trigo em grão (75,3%) e café em grão (35,8%). Já o estoque de arroz em casca teve recuo de 4,6%. (Com informações da Agência Estado)

Mais conteúdo sobre:
agriculturaibge

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.